O ator Ari Areia é um espetáculo de realidade

Por: Lima Sousa – Fotos: Acervo

“O jornalismo é como se fosse um fio que liga as pessoas ao mundo”. A frase é de um autor desconhecido e se encaixa perfeitamente em um dos nomes mais destacados quando se fala em teatro, cultura e comunicação. 14055074_1139514846127821_229938578651312794_nEstou falando do jornalista Ari Areia.

Ele é uma das grandes figuras da cena local, chama atenção com o seu jeito de ser e está conectado com diversos gêneros no mundo da cultura. Como se não bastasse o título que leva, no currículo do moço listam outras atuações no ramo profissional. Ari Areia tem muito pano para manga e revela sua outra versão, que pode ser apreciada nos palcos do teatro onde desdobra o ar de sua graça. Quando entra em cena, o seu estilo é do tipo que provoca, estimula, incentiva e causa diversos comentários. Sobre a margem do bom senso, alguns de seus espetáculos, como Histórias Compartilhadas e a peça Caio e Leo, foram marcadas pela censura. Sucesso de público durante o tempo que estiveram em cartaz, ambas as peças superlotaram o teatro da casa e, inclusive, Caio e Leo, que se apresentou no Rio de Janeiro e foi nota nos principais jornais da Cidade Maravilhosa.

Por conseguinte, concluindo a base desse tripé artístico, ele ainda abraça a missão de ativista no grupo GLBT do Estado do Ceará. 10650052_817257238343124_4348790645234768322_nO ator defende os direitos da diversidade sexual, o respeito às causas relacionadas à cultura, arte e cidadania na capital. Diante disso, o lema que melhor define seu repertório performático na cidade é: “Quem não luta por seus direitos não é digno de merecê-los”. A frase é antiguíssima, mas se levada ao pé da letra tem tudo a ver com o que tem buscado até hoje. Justiça!

Dias atrás no seu Facebook escreveu o seguinte: “A justiça não é cega. Ela é racista e burguesa.” O jornalista deixa claro que está de olhos bem abertos para os fatos marcantes que acontecem e passam despercebidos, com frequência, na sociedade. Como vemos, não é o caso do ator que é superinteirado no que diz respeito à informação. 15401048_1124102357702981_1862746410603059149_nÉ tanto que decidiu ser o porta-voz da diversidade sexual na capital cearense ao ter se candidatado a vereador na luta pela equidade e os direitos da classe GLBT.

Para muitos adolescentes que buscam uma referência dentro da cidade, Ari Areia conquistou a confiança de vários jovens e já é considerado um dos padrinhos do público GLBT com um número de seguidores significativo no Estado. A seguir, a entrevista exclusiva para o Portal Moda e Arte.

Portal Moda e Arte – Que perfil tem o seu trabalho como ator dentro do teatro?

Ari Areia – Eu faço teatro profissionalmente há seis anos dentro da companhia Outro Grupo de Teatro. 13907149_651858308302364_1519423705329434732_nEm comparação às minhas referências como Herê Aquino, Silverio Pereira e o grupo Bagaceira, é um tempo muito curto. Acho que ainda existe um percurso a ser trilhado para começar a definir as minhas características. A arte é algo que precisa ser da ordem do ‘espanto’. A poesia, o teatro, o cinema e a música em algum aspecto têm que despertar e deslocar algo. E isso está em construção constante. Eu ainda estou bebendo de muitas fontes. Tem muitas coisas que ainda não experimentei em cena. O que me estimula nesse momento são as questões que estou atravessando. Quando eu olho para trás vejo que já trilhei um percurso consciente com aquilo que acredito ser a função da arte.  Essencialmente, me sinto feliz com o caminho que estou trilhando.

Leia mais >>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s