#Bela, Recatada e do Lar

Por: Lima Sousa – Fotos: Silvio Junior

Silvio Junior 4A tríade bela, recatada e do lar provocou no mundo digital mais uma explosão de manifestações após um artigo publicado na revista Veja. Michele Temer, a esposa de Michel Temer, vice-presidente do país, deu o que falar nas páginas da revista e causou uma série de provocações nas redes sociais, que apontaram o oposto da realidade feminina em dias atuais.

“Sou sem nome e sem lar, sou aquela, eu sou filha da rua, eu sou cria da sua costela, sou bandida, sou solta na vida, e sob medida, pros carinhos seus, meu amigo, se ajeite comigo e dê graças a Deus”.

O trecho da música “Sob medida”, do cantor Chico Buarque, mostra a versatilidade do gênero feminino e reproduz ao mesmo tempo, com ousadia, o perfil do que foi visto de camarote na web

Pelo visto, a mulherada não admite mais o rótulo de dona de casa e, muito menos, o reconhecimento de ‘doméstica’ de décadas passadas. Silvio JuniorQuer dizer, não são todas, mas existe uma parcela feminina que até hoje se diz dona de casa e se orgulha disso, tanto é que em algumas localidades no interior do Brasil essa cultura é predominante entre elas.

A frase que levantou uma série de reações plurais na internet traz também dois opostos em torno da questão: de um lado, a imagem doméstica que administra a casa e, do outro, a mulher brasileira que conquistou o mercado de trabalho, que é autônoma e assume vários papéis na sociedade. É fato, ambas colocadas na balança não dão lugar à ‘Amélia’, aquela que vive presa à rotina do lar e sujeita às ordens do marido. Chega!  E o ‘basta’ foi dando certo à medida que elas foram ganhando lugar nas funções, antes consideradas somente aos homens. E por falar em homens, esses, vivem em estado de alerta, minha gente. Não acham?!

Hoje as mulheres estão se destacando cada vez mais nas ruas, nas empresas, no trânsito, na política e os homens cuidando da casa enquanto elas ganham o mundo afora. 12931274_1742767192621426_1133945097214273268_nQuem diria! É o fim do machismo com todas as letras… E não sou eu quem está dizendo, não, são elas que estão derrubando por terra a bela, recatada e do lar e dando a vez de ‘Amélia’ para eles. Quem sabe assim conseguem sentir na pele por uns dias, meses e anos o que é ser mulher na prática. Sem moleza!

Ser bela, recatada e do lar eram qualidades exclusivamente das mulheres, agora, faz todo sentindo no universo masculino.  Belo, recatado e do lar? E, por que não? Pessoas, o mundo dá voltas e voltas. Daqui a pouco já não é problema no time deles, ou melhor, já não é e talvez nunca fosse. Só no dia das manifestações a macharada se entregou com fantasias hiper criativas de chamar atenção na internet. Sinal que estão bem acostumados com o lugar emprestado por elas. Pois é, emprestado, porque não é simples nascer original e mulher nessa vida.  Homens, os senhores tomem jeito! (Risos…)

Revisado por: Janaina Gonçalves (Olhos de Lince Revisão)